1. 1

Nosso silêncio culpado
Publicado em 2016-03-11

Ao longo deste mês de Março, nossa Igreja tem estudado, às quartas-feiras, as principais causas que podem levar o povo de Deus a se calar diante de um mundo em trevas. Uma dessas razões é a falta de incentivo ou do estímulo correto. Em relação a esse assunto, a Bíblia nos ensina que devemos pregar o Evangelho de Cristo motivados pela obediência, amor e zelo pelo nome de Deus no mundo. 

Outra causa não menos comum diz respeito ao conteúdo a ser proclamado. Muitos cristãos não sabem o que dizer aos incrédulos e, por isso, se sentem intimidados e constrangidos diante das diferentes oportunidades evangelísticas. O Evangelho não é outra coisa senão a proclamação de Cristo como Boas Novas de esperança aos pecadores perdidos. O Evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que nEle crê (Romanos 1: 16).

Outra dificuldade que normalmente as pessoas têm refere-se à desconfiança a respeito do poder transformador que o Evangelho possui. Ele é a Palavra que liberta o homem da escravidão do pecado, que restaura casamentos falidos, que transforma corações endurecidos e oferece sentido para a vida. Mas, infelizmente, nem todos parecem crer nessas verdades. 

Por fim, mas não menos importante, está o fato de que muitas pessoas pensam que não é nossa a tarefa de pregar o Evangelho, e sim de apenas um grupo de cristãos que normalmente fazem parte da liderança local. Esse é mais um equívoco que alguns cometem, porque a Bíblia nos ensina que, primeiramente, Deus enviou o Seu Filho ao mundo; depois enviou o Seu Espírito; e, por último, Ele enviou toda a Sua Igreja para testemunhar dessa mensagem salvadora aos quatro cantos da terra.

Diante do cenário apresentado, não nos resta outra opção senão rompermos o silêncio reprovável e começarmos a espalhar o nome de Cristo por onde formos. É certo de que no Brasil ainda temos o privilégio de usufruirmos de uma certa liberdade religiosa, mas essa não é a realidade em muitos lugares do mundo. Portanto, queridos irmãos, aproveitemos tudo o que está ao nosso alcance para honrarmos a Deus com o cumprimento da nossa Missão.

Proclamando para não ser encontrado como culpado!

Pr. Roni Santos




Voltar