1. 1

Transformando o desespero em esperança!
Publicado em 2016-02-19

“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação.” – Habacuque 3.17-18

Tente imaginar um povo que é caracterizado pela prática da injustiça, pela presença de líderes corruptos e que experimenta diariamente a violência e a opressão. Não! Eu não estou falando do Brasil. Portanto, qualquer semelhança nesse caso é mera coincidência. Eu me refiro aos judeus residentes do Reino do Sul. Estes professavam servir a Deus, mas estavam com suas vidas totalmente distantes do seu Criador.

É naquele contexto que surge no meio do povo um indivíduo indignado chamado Habacuque e se dirige a Deus em oração, pedindo a Sua intervenção graciosa na transformação desse cenário. A resposta que ele obtém do Senhor o surpreende: um povo pagão e cruel está sendo levantado pelo próprio Deus para punir os pecados do Seu povo. Habacuque se desespera e não entende como um Deus que é plenamente santo pode fazer uso do mal para cumprir os Seus propósitos. Como um Deus amoroso poderia levar os Seus filhos ao sofrimento? Contudo, mesmo sem o profeta compreender claramente a soberania de Deus em movimento, ele apresenta um cântico de exaltação reconhecendo a Bondade desse Deus poderoso.

O que mais me chama a atenção nesse livro é que o Senhor é poderoso para transformar as situações desfavoráveis a nosso favor. Como será que temos reagido diante do sofrimento que nos alcança? Como está o nosso coração quando enfrentamos circunstâncias difíceis?

Podemos responder a cada uma delas com lamentos e murmurações, ou aproveitarmos essas oportunidades para entoarmos um cântico de triunfo sobre a dor. 

Quero encoraja- lo a louvar ao Senhor comigo pela sua bondade e misericórdia nos momentos difíceis da vida.

Pr. Roni Santos




Voltar