1. 1

Acima do sol
Publicado em 2015-12-04

Essa semana, comecei novamente a reler e reestudar o livro de Eclesiastes, leitura e estudo que me preparam para avaliar a vida e as coisas da vida de 2015. Sabemos e temos aprendido que a chave para o bom entendimento desse livro passa por entendermos a expressão “nada novo debaixo do sol”. Talvez essa expressão possa ser melhor entendida a medida que observamos o como e o quanto as coisas se repetem ao longo da vida.

Debaixo do sol entra ano e sai ano;

Debaixo do sol experimentamos dias bons e dias maus;

Debaixo do sol nos alegramos e nos entristecemos;

Debaixo do sol sofremos perseguições;

Debaixo do sol nos decepcionamos;

Debaixo do sol nos surpreendemos (positivamente e negativamente);

Debaixo do sol nos assustamos;

Debaixo do sol ficamos indignados com a corrupção e impunidade;

Debaixo do sol aguardamos com expectativa que a justiça seja feita;

Debaixo do sol nos frustramos diante da injustiça.

Essas coisas vão se repetindo dia a dia, mês a mês, ano a ano. Resumindo, debaixo do sol não há nada de novo e não há nada bom que dure por muito tempo.

Assim como o autor de Eclesiastes descreve a vida debaixo do sol, o autor de Apocalipse descreve a vida acima do sol. Acima do sol, diante de Deus há:

Harmonia;

Plenitude de alegria;

Comunhão plena;

Justiça eterna;

Na vida acima do sol não haverá mais doença, choro, dor, tristeza, morte.

Se viver a vida debaixo do Sol é cansativa, exaustiva, desanimadora, viver acima do sol, diante de Deus, é viver uma vida vibrante e cheia de esperança. O que todos nós precisamos é que alguém nos conecte com a vida acima do sol. O que nós precisávamos Deus já providenciou: Seu Filho Jesus Cristo. Ele sim pode nos conectar a essa vida, mesmo que ainda vivamos debaixo do Sol.

Que nesse natal lembremos e dividamos com nossos amigos que “um Menino nos nasceu, um filho se nos deu” (Isaías 9: 6 e 7), para experimentarmos da verdadeira vida, a vida acima do sol.

Pr. Denis Araujo




Voltar