1. 1

Santidade como estilo de vida
Publicado em 2014-12-01

Cada um de nós, quer como pessoa, quer como família, acaba adotando um estilo de vida. Este estilo de vida de um modo geral é resultado da sociedade em que vivemos, ou imitação do modo de viver de nossos pais. Pode ser ainda assimilação do modo de viver de alguns “ídolos”, como artistas, jogadores de futebol etc. Outras vezes, pode ser do grupo social de que participamos. O fato concreto é que todos nós acabamos tendo um estilo de vida, que determinará todas as nossas ações.

Vivemos em um século em que o desenvolvimento tecnológico coloca, constantemente diante de nós, apelos para adotarmos como estilo de vida o padrão dominante do mundo. Por isso é necessário que, como salvos por Jesus Cristo, confrontemos o estilo de vida do mundo contemporâneo com o padrão bíblico, ou seja, o estilo de vida que Deus deseja de cada um de nós, quer como pessoa, quer como família. 

Nós sabemos que o príncipe deste mundo é Satanás (João 12.31; 14.30 e 16.11). O modo de vida que ele quer implantar é exatamente contrário ao que agrada ao Senhor. O apóstolo João deixa bem claro que “tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (1Jo 2.16, 17).

Precisamos ter consciência de que estamos no mundo, mas não somos do mundo (João 17.16). Jesus pediu ao Pai que não nos tirasse do mundo, mas que nos livrasse do mal (João 17.15) e que nos santificasse na verdade: a Palavra de Deus (João 17.17), com a finalidade de mostrar ao mundo como o Senhor deseja que os homens vivam.

Meus irmãos, vivendo em uma geração afastada do verdadeiro Deus, há necessidade de revisarmos o nosso modo de viver. Precisamos adotar o lema de João Wesley: buscar a santidade como estilo de vida. Nós passaremos para a eternidade, o mundo chegará ao seu fim, mas aqui precisamos viver como peregrinos caminhando para o céu adotando uma vida de conformidade com os ensinos da Bíblia.

Pr. Miguel Horvath




Voltar