1. 1

(EBD) Tudo entregarei: Equilíbrio ou dedicação?
Publicado em 2017-06-08

Estamos iniciando uma série de estudos cujo tema central é TUDO ENTREGAREI. Há um hino no Cantor Cristão (295) cuja letra resume o que significa entregar tudo a Cristo. Teremos 17 estudos para nos conscientizarmos da seriedade e da necessidade da entrega total a Deus. Não deve ter apenas emoção, demonstrando profundo sentimento, mas um compromisso real e sério com Deus.

Há a necessidade de, como servos de Deus, estarmos cientes da importância do estabelecimento de um compromisso “pra valer” com o nosso Salvador. Isto deve levar-nos a querer que toda a nossa vida esteja em Suas mãos. Enfim estarmos conscientes de que precisamos cumprir os compromissos assumidos com Deus.

Jesus é o modelo por excelência como compromisso com Deus. 

  1. Jesus cumpriu integralmente a missão que Deus Lhe entregou. Cada um de nós tem uma missão outorgada por Deus para que a cumpramos. Cada um sendo fiel em sua vida naquilo que Deus lhe deu para realizar.
  2. Jesus identificou-se com a raça humana, fazendo-se homem para cumprir o propósito de Deus para a Sua vida. Temos procurado identificarmo-nos com as pessoas do nosso relacionamento para cumprir a missão que nos foi dada por Deus?
  3. Jesus veio para servir. Mesmo sendo Deus humanado, Criador de tudo, teve como missão servir para poder salvar os homens pecadores. Consideremos o exemplo da Jesus, quando os homens, em sua grande maioria, estão mais interessados em serem servidos do que em servir.

Os homens não se dedicam mais a Deus por não conhecê-Lo e nem o Seu caráter. Mesmo a maioria dos crentes conhece a Deus superficialmente, pois conhece a Bíblia superficialmente. Os homens, em geral, buscam a Deus de um modo interesseiro: na hora de problemas, enfermidades, em busca de vantagens financeiras, etc. Em nossa busca a Deus, a fé deve ser racional (e não apenas emotiva), como ensina Paulo em Romanos 12. 1 e 2. O relacionamento com Deus implica consciência de quem Ele é. Há a necessidade de, a cada dia, procurarmos conhecer mais a Deus para estabelecermos com Ele um relacionamento pleno.

Precisamos compreender que ser seguidor de Jesus exige uma definição clara do envolvimento que queremos com Seus ensinos e submissão ao Espírito Santo em nossas vidas, para que Ele produza em nós o fruto que glorifica o Pai e nos identifica como Seus discípulos (João 15. 8).

Na vida, o equilíbrio em tudo tem grande valor, mas, neste estudo, vamos verificar que, no relacionamento com Deus, devemos transformar o equilíbrio em dedicação completa a Ele.

Pr. Miguel Horvath




Voltar