1. 1

Perigo! Não Murmure!
Publicado em 2016-07-22

No mundo, as pessoas são estimuladas a reclamar, fazer greves, reivindicar direitos, etc. Na igreja, o conselho ao servo de Deus é outro: “Fazei tudo sem murmurações nem contendas;” – Filipenses 2: 14.

Em nossa igreja, sempre ouvimos falar dos perigos sobre murmuração, mas o que de fato é a murmuração? Entendermos o que é murmuração é de extrema importância para cada um de nós como igreja, até mesmo para os nossos relacionamentos interpessoais e o nosso relacionamento com Deus.

O Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento define murmuração como um “ato de rebeldia, descrença e desobediência a Deus e às autoridades divinamente constituídas por Ele”. O Dicionário de língua portuguesa nos explica murmurar como um “ato de queixar-se em voz baixa, falar mal de alguém ou de alguma coisa. Reclamar de tudo”. Enquanto isso, a palavra de Deus nos diz: “Fazeis todas as coisas sem murmuração nem contendas.”

A Bíblia também nos adverte contra os grandes perigos de quando murmuramos: 

Os Murmuradores são Castigados – “Também desprezaram a terra aprazível; não confiaram na sua promessa; antes murmuraram em suas tendas e não deram ouvidos à voz do Senhor. Pelo que levantou a sua mão contra eles, afirmando que os faria cair no deserto;” – Salmos 106: 24-26

A Murmuração é Marca registrada dos ímpios – “Estes são murmuradores, queixosos, andando segundo as suas concupiscências; e a sua boca diz coisas muito arrogantes, adulando pessoas por causa do interesse.” – Judas 16

Os Murmuradores Contaminam outros a murmurarem – “Ora, quanto aos homens que Moisés mandara a espiar a terra e que, voltando, fizeram murmurar toda a congregação contra ele, infamando a terra,” – Números 14: 36

O Servo do Senhor Tem de Ser Exemplo – “Mas quando virem seus filhos a obra das minhas mãos no meio deles, santificarão o meu nome; sim santificarão ao Santo de Jacó, e temerão ao Deus de Israel. E os errados de espírito virão a ter entendimento, e os murmuradores aprenderão instrução.” – Isaias 29:23 e 24

Ao Servo do Senhor só cabe murmurar se for pelos próprios pecados – “Acaso, não procede do Altíssimo tanto o mal como o bem? Por que, pois se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados.” – Lamentações 3: 38 e 39

O servo do Senhor deve ser exemplo e não murmurar por nada, pelo contrário. Seguindo as orientações do apóstolo Paulo: “Em tudo, dai graça, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” – I Tessalonicenses 5: 18). Devemos dar graças em tudo porque essa é a vontade de Deus.

De seu pastor, amigo e irmão em Cristo Jesus, que luta para não murmurar e, quando murmura, o faz apenas pelos seus pecados.

Pr. Reinaldo Carpeggiannes




Voltar