1. 1

As três prioridades vitais
Publicado em 2016-05-27

Vivemos de decisões. Para uma vida feliz, precisamos de sabedoria nas opções que fazemos. Isto exige de nós uma escala de valores que estabeleça as prioridades em nosso viver. Há um manual – a Bíblia – que nos orienta a estabelecer as prioridades que devem ser adotadas por nós. Entre todas elas, segundo a minha visão, as prioridades vitais são:

1. Deus – Ele deve sempre estar em primeiro lugar na nossa vida. Ele tem a nossa vida em suas mãos. Ele não só nos criou como também nos redimiu dos nossos pecados. Ele deve ser amado de todo o nosso coração, de toda a nossa alma e de todas as nossas forças (Deuteronômio 6: 5). Ele não só conhece o nosso passado e o nosso presente como também todo o nosso futuro. E mais ainda Ele nos ama e tem o melhor para a nossa vida. Ele é onisciente, onipresente e onipotente. Ele não só promete, mas está presente em todos os momentos de nossa vida (Isaias 43: 1 – 5). Nós pertencemos a Ele e somos de fato filhos de Deus (Isaias 43: 1; João 1: 11 – 13). Ele tem os melhores planos para a nossa vida terrena (Jeremias 29: 11 – 13). A qualquer momento, podemos buscá-Lo e encontrá-Lo. Só Ele pode preencher o vazio do nosso coração. Vida feliz e vitoriosa só com Deus em primeiro lugar.

2. A família – A família foi estabelecida por Deus. É onde o ser humano encontra o companheirismo, o verdadeiro amor, o ambiente em que possa interagir com o cônjuge e filhos em todos os momentos da vida, sejam eles bons ou maus. O homem e a mulher se completam. Os filhos são gerados em amor e criados nos verdadeiros ensinos cristãos. Pela família, os propósitos divinos são realizados e transmitidos para as gerações seguintes.

3. A igreja local – Instituída por Jesus Cristo como agência do Reino de Deus para congregar todos aqueles que são salvos por meio da Sua obra redentora na cruz do Calvário. O mundo, por causa do pecado, passou a ser dominado por Satanás. Os salvos estão no mundo, mas não são do mundo. O seu abrigo é a igreja. Nela não só adoram e servem a Deus, mas são fortalecidos para viver de um modo santo e poderem ser o verdadeiro “sal da terra e a luz do mundo”. Os salvos precisam estar integrados numa igreja local se quiserem ser fiéis a Deus.

Temos tido estas três prioridades em nossas vidas?

Pr. Miguel Horvath




Voltar